A ansiedade e o sono estão relacionados?

Fevereiro 25, 2022

Sofre de ansiedade? Sabia que a ansiedade afeta o seu sono e que, consequentemente, a falta de sono de qualidade pode afetar a ansiedade?

Hoje vamos explicar-lhe tudo sobre a relação entre a ansiedade e o sono!

A ansiedade

A ansiedade é uma emoção bastante comum e sentida por todas as pessoas. No entanto, quando esta emoção é persistente, trata-se de uma patologia ansiosa.

Existem várias formas de ansiedade, entre elas:

  • doença obsessiva compulsiva
  • stress pós-traumático
  • pânico
  • agorafobia, ansiedade generalizada, social ou de separação

Quando se trata da Perturbação de Ansiedade Generalizada, uma das suas manifestações é a insónia. E não é preciso navegar muito para perceber o porquê. 

A ansiedade, muitas vezes definida por sintomas como a presença de pensamentos negativos, preocupação, insegurança ou medo, pode facilmente atrapalhar o ciclo de sonos por conta da presença destes sintomas ou outros.

O sono

Agora que percebemos o impacto da ansiedade no sono, é importante falarmos sobre o impacto do sono na ansiedade.

Já abordámos várias vezes a importância de boas noites de sono para a saúde. E não somos apenas nós que o dizemos. A Associação Americana de Ansiedade e Depressão afirma que as “disrupções do sono estão presentes em quase todos os distúrbios psiquiátricos, assim como pessoas com insônia crônica têm mais chances de desenvolverem distúrbios de ansiedade“.

A Associação Brasileira do Sono também ajuda a explicar este fenómeno, afirmando que quando temos uma boa noite de sono, ao acordar, o sistema de recompensas do sono é ativado, permitindo uma satisfação mental e física.

Pelo contrário, quando dormimos mal ou pouco, o nosso cérebro não consegue fazer a tal “limpeza” necessária, o que dá origem a estímulos ansiogénicos, que geram ansiedade e preocupação.

Por isso…

Dormir bem é essencial para ter uma vida mais saudável a nível mental, e ter uma boa saúde mental é essencial para dormir bem.

Então, vamos cuidar dos dois!

  1. Aprenda a identificar crises

Assim, consegue aplicar os mecanismos de saída de uma crise de ansiedade mais cedo e mais eficientemente, dimnuindo os seus efeitos a longo prazo. Para tal, poderá ter de recorrer a consultas de psicologia, altamente recomendadas.

  1. Crie rotinas

Acordar e adormecer sempre nos mesmos horários é essencial para criar uma boa rotina de sono.

  1. Evite estar na cama sem estar a dormir

Se estiver a demorar a adormecer, levante-se da cama e ocupe a mente com outras atividades (evitando usar o telemóvel ou assistir televisão). Volte quando estiver com sono novamente. Assim, não aumenta a associação do sono e ansiedade.

  1. Deixe o seu dia de amanhã preparado e organizado

Se deixar os assuntos com que costuma preocupar-se de noite já preparados, evita a hiperexcitação mental na hora de adormecer.

  1. Faça meditação

A meditação ajuda a organizar os pensamentos e a focar-se em algo que não irá atrapalhar o seu sono.

  1. Escolha produtos que ajudam a dormir melhor

E, como é claro, opte pelos melhores colchões e almofadas, que vão garantir que as suas noites são confortáveis e tranquilas.

Conclusão

A ansiedade e o sono têm uma forte relação, e dependem um do outro para que alcancemos um estilo de vida saudável. Tenha o seu sono como uma prioridade na sua vida, e previna problemas futuros!

Relembramos que, na dúvida, não deve ter receio de pedir ajuda!